Gamerama Workshow na Fio Cruz

Olá, jogadores!

Nos últimos dias  11 e 18 de maio, com uma turma muito da empolgada, foi realizado mais uma instalação do Gamerama em sua modalidade Workshow. Por ocasião, o evento de criação e desenvolvimento de jogos teve como premissa introdução, fundamentação, estruturação, detalhamento e refinamento de jogos cujos conceitos deveriam se alinhar com assuntos oriundos da saúde pelo viés da tecnologia da informação e do desenvolvimentismo. Em uma primeira vista, estranhamentos. Mas tão logo se deram as práticas, com dados, cartas e maças voando por uma singla sala de música, as mentes aguçadas da turminha começaram a projetar regras, satisfazendo temáticas para excelentes experiências. E não só isso… Entre os sábados, pedidos importantes nortearam a crítica de jogos com propósitos dos mais nobres:

Então, vamos lá: para sábado, vamos precisar daquela pesquisa sobre jogos com “agenda”, jogos com temáticas sociais ou políticas, lembram? Dicas: Molleindustria, Games for Change, Games for Health, Jane McGonigal. Não tragam só as referências, dêem uma olhada, joguem alguns deles, vejam notícias a respeito, é importante ter a experiência! Podem compartilhar aqui o que encontrarem, mas vamos conversar mais sobre suas impressões no sábado, ok?

(Cynthia Dias, via Facebook)

Assim, das 09h00 às 13h00 em sábados seguidos, a equipe constituída e coorientada pelos seus igualmente engajados professores Cynthia, Camila e Zé Victor, produziu (com necessária velocidade) jogos de dados, cartas e tabuleiros, nos quais aprendizado e valores poderiam ser facilmente reconhecidos. Nas fotos abaixo, um resumo das atividades finais, trabalhando com restrições e temáticas como remédio, vacina e atendimento…

 

Como pensar um atendimento adequado para a saúde?

Um tabuleiro que se modifica conforme pacientes demandam atenção frente a um processo organizado de entradas e saídas de informação e cuidados médicos.

Como impedir com vacinação que que vírus se espalhem por um território?

Um tabuleiro triangular dominado por vírus mutantes e seu combate por vacinas que precisam ser constantemente melhoradas.

Qual a delicada interação entre doença, defesas do organismo e remédios?

Um tabuleiro quadrado e simétrico coloca em foco a relação entre glóbulos brancos e medicamentos para que agentes patogênicos não consigam se alastrar e comprometer o sistema imunológico.

Que continuem na lida e que venham novos desafios!