Relatório Gamerama Workshow: Tabuleiro Manguinhos 2011 (Segundo Dia)

O segundo encontro do Gamerama Workshow no labortatório Regiões Narrativas  foi pontuado por uma exposição teórica relativa a padrões. Destacou-se como padrões podem ser identificados e o quanto são cruciais para a construção de jogos – abordando questões como o fenômeno da pareidolia e os experimentos de Skinner.

Produzindo e refletindo

Em seguida, os alunos foram apresentados aos modos de produção e desenvolvimento (Ágil e Cascata) e, por fim, tiveram a tarefa de se dividir em grupo e desenvolver novos jogos. Nesta aula, os jogos usaram cartas de baralho como ferramentas e obedeceram certas restrições por grupo. As restrições variavam entre quais cartas estariam disponíveis para cada grupo a determinadas restrições conceituais (como saúde, educação e transporte) e os padrões de interatividade escolhidos pelos alunos.